Comunidades pacificadas do Alemão têm a primeira reunião comunitária

Quinta-feira, Abril 26, 2012

Analder Lopes (texto) e Salvador Scofano (fotos)


Uma semana após a implantação das primeiras Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nas comunidades Nova Brasília e Fazendinha, no Conjunto de Favelas do Alemão, os comandantes das UPPs se reuniram com moradores e líderes comunitários, na noite desta quarta-feira (25/4), para discutir o processo de consolidação da pacificação e ouvir as demandas das comunidades. A maior parte dos pedidos ouvidos pelos policiais foram relacionadas às questões sociais, como a chegada de serviços públicos que ainda são precários. O encontro, por exemplo, aconteceu tendo como única fonte de iluminação os faróis dos carros da Polícia Militar, pois o ginásio do Ciep Teófilo de Souza Pinto, na Favela Nova Brasília, estava sem energia.

Os moradores que participaram da reunião, no entanto, demonstraram aprovação à chegada das UPPs. “A gente espera que realmente a UPP funcione, a exemplo de outras favelas que já foram pacificadas, porque o que a gente quer mesmo é a paz”, afirmou a moradora Priscila Dory, que faz parte da Juventude das Favelas. Os comandantes aproveitaram para apresentar aos presentes os sargentos que ficarão responsáveis pela supervisão do policiamento para que a população os conheça e os procure em qualquer necessidade.

Os presentes também ficaram satisfeitos com o anúncio da chegada das ações do Programa UPP Social, do governo municipal, que ocorre após a pacificação. As iniciativas visam ir ao encontro dos anseios das comunidades. “É uma satisfação muito grande ter a UPP na comunidade. Eu moro aqui há dez anos e já sofri no passado. Esperamos agora que a comunidade possa ter acesso a educação, saúde, cultura e lazer através dos projetos sociais”, disse Luiz Venâncio, representante da Associação de Moradores das Casinhas.

O coordenador das Associações de Moradores das Favelas, Marquinhos Pepé, aproveitou para pedir a regulamentação dos transportes alternativos. “Precisamos integrar o teleférico com o mototáxi, vans e kombis”, afirmou. Ainda durante o evento, o representante da Firjan, José Francisco Pelca, anunciou aos moradores que as comunidades serão beneficiadas com projetos de educação e esporte do sistema Sesi/Senai.

Os comandantes das duas UPPs destacaram a importância da proximidade entre polícia e moradores. Para o comandante da UPP da Nova Brasília, capitão Márcio Rodrigues, esse primeiro encontro com os moradores foi positivo. “Estou muito feliz porque, mesmo com a falta de luz, o comparecimento foi excelente. Vamos tentar estreitar ainda mais os laços com os moradores”, afirmou. “Nossa política é de proximidade. Vamos buscar a simpatia das pessoas para que elas possam ajudar. Como? Através do Disque-Denúncia e da parceria com a comunidade”, completou o comandante da UPP da Fazendinha, capitão Ronaldo Salgado.

As reuniões entre policiais e moradores acontecem em todas as comunidades onde existe UPP. Os encontros servem para conhecer as demandas dos moradores, estreitar os laços dos policiais com a comunidade e para que a PM informe sobre as etapas dos trabalhos que a polícia e o Estado vão realizar no local. O próximo encontro já foi marcado para o dia 3 de maio, às 17h, também no ginásio do Ciep Teófilo de Souza Pinto, no Largo do Terço, na Favela Nova Brasília.

ASCOM SEGEG.

UPP pelo Mundo

americas_quarterly pag1

Pesquisas UPP’s